Experimentos de vacina para covid 19 está em fase avançada

Experimentos de vacina para covid 19 está em fase avançada

Adrian Hill, diretor do Instituto Jenner, de Oxford, que se uniu à farmacêutica AstraZeneca para desenvolver uma vacina contra a covid 19. Adrian, afirmou que garantir a ampla distribuição e o baixo custo da vacina são pontos centrais para o projeto desde o início.

“Essa não será uma vacina cara”, disse Hill em uma entrevista para Reuters. “Vai ser uma vacina de dose única e será feita para o fornecimento global. Sua produção ocorrerá em diversos locais diferentes. Esse sempre foi o nosso plano”.

Dados preliminares de um pequeno teste feito com a vacina experimental em seis macacos, descobriu que alguns dos animais que receberam apenas uma dose desenvolveram anticorpos contra o vírus dentro de 14 dias, e todos eles desenvolveram anticorpos protetores depois de 28 dias.

Em abril, as dose foram dadas para humanos e os resultados serão verificados em agosto deste ano.

Hill disse que ao longo desta semana, mais de mil pessoas receberam a dosagem – com cerca de metade recebendo a vacina experimental e a outra metade servindo como um controle de grupo.

A vacina ChAdOx, um tipo conhecido como recombinante viral da vacina vetorial, usa uma versão enfraquecida do vírus do resfriado comum, misturado com proteínas do novo coronavírus para gerar um resposta do sistema imunológico do corpo.

Outras vacinas em testes em humanos incluem as da Moderna Inc, Pfizer Inc e BioNTech SE e CanSino Biologics Inc. da China, também estão sendo testadas.

Hill disse que até um milhão de doses da vacina já estão sendo fabricadas e estarão disponíveis até setembro, mesmo antes dos testes provarem sucesso. “A ambição é compartilhada para obter um preço baixo, amplamente disponível, o mais rápido possível”, disse Hill.

Hill disse que os dados dos testes em animais foram “encorajadores” e reforçou o alto grau de confiança de sua equipe que acredita que os testes em humanos em andamento também mostrarão resultados positivos.

A maioria dos especialistas não acreditam que uma vacina esteja pronta para serem distribuídas no mundo  em menos de seis meses a um ano, porém, a vacina de Oxford, possui características diferentes  e poderá estar pronta antes disso.