Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

A farsa contra o Deputado Feliciano

A estudante Patrícia Lelis, de 22 anos poderá ser indiciada por tentativa de estorção e falsa comunicação de crime. Ela  denunciou  o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) por assédio sexual e o chefe de gabinete do parlamentar, Talma Bauer por tentar acobertar o caso.

Um vídeo sob análise da Polícia Civil de São Paulo, onde a denúncia contra Bauer foi registrada, mostra os dois conversando sobre um pagamento de R$ 50 mil à jovem.

Lélis acusa Bauer de mantê-la em cárcere privado e de forçá-la a gravar vídeos negando que Feliciano tenha tentado violentá-la.

Na interpretação da polícia, partiu da estudante pedir o dinheiro. “Tem interesse dos dois, mas na gravação ela pede dinheiro”, afirmou o delegado Luís Roberto Hellmeister, do 3º DP (Campos Elíseos).

VÍDEO DA FALSA DENUNCIANTE COM MARIA DO ROSÁRIO

SE ELA NÃO FOI A PRIMEIRA, ONDE ESTÁ AS OUTRAS?

,O ex-noivo de Luana Basto, Artur Mangabeira, teria sido emissário na tentativa de extorsão contra Feliciano.
Quando Lélis soube  que Mangabeira lhe passou a perna, pediu  para assessor do deputado “dar um jeito” no rapaz.

Mangabeira  recebeu R$ 50 mil, mas comunicou à jornalista que teria recebido apenas R$ 10 mil.

https://youtu.be/6BebFwfLteA