Fim do foro privilegiado -Parlamentares desejam manter privilégios

Os movimentos que vão as ruas no dia 26/03 têm com foco principal o fim do foro privilegiado.

O líder do governo no Congresso e presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RR),  que passa a ser líder no Sendo, em referência ao fim do foro privilegiado disse que não pode haver uma “suruba selecionada”.

FIM DO FORO PRIVILEGIADO É SURUBA
Romero Jucá – Líder do governo no Senado

A maioria dos congressistas defendem que determinadas autoridades, como presidentes de Poderes, ou medidas de força, como o cumprimento de pedidos de prisão ou de busca e apreensão, sejam investigados ou decretados por tribunais superiores.

“Se houver um anseio popular e há manifestações do STF de decidir sobre o assunto, não tem como o Congresso não discutir”. A afirmação é do provável presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Rodrigo Pacheco (PMDB-MG).

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) é autor de uma PEC que acaba com o foro privilegiado para todos. Mas dos 41 votos necessários, ele só teve confirmado o apoio de nove senadores.

Se o foro privilegiado só pode ser extinto pelos parlamentares e eles não desejam perder privilégios, como acabar com o foro privilegiado?

SÓ COM MUITA PRESSÃO POPULAR. VÁ AS RUAS DIA 26/02.

Deixar uma resposta