Funai apoia ação de índios terroristas

O prefeito Loevir Benedetti decretou estado de calamidade pública no município de Sananduva, RS, tudo por conta de ações terroristas praticadas por lideranças indígenas locais que invadiram, ocuparam e queimaram propriedades localizadas nas localidades de Bom Conselho e São Caetano. No dia 11, ocorreram as primeiras invasões, mas hoje, dia 20, foi ateado fogo em  lavouras de trigo. Os indígenas reclamam  a criação de novas áreas. O editor falou com o deputado Alceu Moreira, PMDB, presidente da CPI da Funai, que conhece bem a explosiva situação do município.

Os indígenas reclamam que a Funai estabeleceu que aquelas terras seriam suas, teriam que ser demarcadas e nada acontece.


Aquilo lá não é nada deles. Laudos antropológicos fraudulentos foram construídos com a conivência da Funai, que só cria problemas. Criaram uma situação artificial de pretensão de posse.  Esta baderna atual é herança maldita do governo anterior do PT.

Mas há violência e queima de lavouras ?

São ações criminosas. Eu falei com o secretário da Segurança e pedi que ele bote a Brigada lá. Isto que acontece é crime. Tem que cumprir a lei. Trata-se de um conflito artificial. Eles querem extorquir dinheiro público. Também falei com o ministro da Justiças, porque tem que mandar Brigada e Força Nacional da Segurança para impor respeito.