Funeral do General Iraniano - Iranianos foram pisoteados e mortos

Dezenas de pessoas morreram pisoteadas durante o funeral de Qassem Soleimani, em Kerman, sua cidade natal. Milhões tomaram as ruas de Teerã na segunda-feira, 6, e o líder supremo do Irã chorou sobre o caixão de Suleimani. O derramamento de luto foi uma honra sem precedentes para um homem visto pelos iranianos como um herói nacional por seu trabalho na liderança da Força Expedicionária da Guarda Quds.

As mortes não foram causadas por autoridades iranianas e sim pela lei da física. Dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço. Milhões  de pessoas compareceram ao local próximo os restos mortais do líder iraniano; o número  foi maior do que as ruas da pequena cidade poderia suportar. As pessoas empurradas, caiam e foram  pisoteadas pela multidão.

Pelo menos 35 pessoas morreram e 48 ficaram feridas nesta terça, 7, durante tumulto no funeral do general iraniano Qassim Suleimani em Kerman, sua cidade natal onde será enterrado após quatro dias de homenagens. As informações são de um veículo ligado à TV estatal do Irã. Imagens do tumulto circulam nas redes sociais.

 

Suleimani será enterrado em Kerman, sua cidade natal, nesta terça-feira, (07/01).

 

Deixar uma resposta