Geddel e Cunha liberavam empréstimos da Caixa para ações ilícitas

Segundo investigadores da Operação Cui Bono deflagrada nesta sexta-feira pela Polícia Federal (PF), O ex-ministro Geddel Vieira Lima atuava com o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em esquema para liberar empréstimos a empresas “dispostas a realizar negociações ilícitas”, . Entre as empresas suspeitas de pagar suborno são: BR Vias, Oeste Sul Empreendimentos Imobiliários, Marfrig, J&S Investimentos, Bertin, Comporte Participações, Big Frango e Digibras.