Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Governador de São Paulo vai exigir passaporte vacinal para viajantes

Em uma entrevista coletiva concedida na tarde desta quarta-feira no Palácio dos Bandeirantes, durante anúncio de medidas a serem adotadas para o enfrentamento da pandemia de São Paulo, o  governador João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (8) que exigirá o “passaporte da vacina” para viajantes já a partir do dia 16 deste mês, quinta-feira da próxima semana, mesmo que o governo federal não o exija. “O território é de responsabilidade do governo do estado”, afirmou Doria.

Mais cedo, ele disse que o governo estadual enviou um ofício ao Ministério da Saúde solicitando imediatamente que o governo federal implemente o passaporte da vacina para viajantes que entrem no país.

A medida, porém, foi descartada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. No lugar do passaporte, o governo estabeleceu quarentena de cinco dias para os não vacinados que entrarem no país.

Segundo João Doria , o documento passará a ser exigido para quem entrar no estado por qualquer via, seja por aeroportos, portos ou via rodoviária.   O governador lembrou que  o STF determinou que cabe aos governadores a administração das medidas contra a pandemia.

O presidente Bolsonaro é contrário a qualquer medida que exija a comprovação da vacina. Nesta terça, ele chegou a comparar o passaporte a uma coleira.

“Essa coleira que querem colocar no povo brasileiro. Cadê a nossa liberdade? Prefiro morrer do que perder a minha liberdade”, disse Bolsonaro durante evento de assinatura dos contratos do leilão do 5G, no Palácio do Planalto.