Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Governo Bolsonaro cortou mais R$ 37 milhões das universidades baianas

O governo federal anunciou no último dia 27, o bloqueio de R$ 3,23 bilhões no orçamento do Ministério da Educação.

Na Bahia, as seis universidades e dois institutos federais estimam perdas de R$ 37,3 milhões nos cortes do orçamento, feito pelo governo Bolsonaro. Mas esse número pode ser ainda maior.
A Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsb), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) não informaram os valores das perdas

O Instituto Federal da Bahia (IFBA) é o que teve o maior bloqueio. R$ 12,6 milhões deixarão de ser investidos nos 22 campi da instituição, caso o corte seja definitivo. Isso impossibilita o funcionamento do Instituto após o mês de setembro deste ano.

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) teve um bloqueio representa R$ 6,6 milhões, o que também inviabiliza o funcionamento da instituição.

O corte das verbas para a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), também vai custar caro. O bloqueio significa perda de R$ 3,64 milhões no orçamento, que deve impactar em contratos já firmados pela universidade