Governo Bolsonaro – O maior desmatamento na Amazônia desde 1984

A área desmatada é equivalente a 09 vezes o Estado de São Paulo e 11 vezes a o estado do Rio de Janeiro.

Governo e seus apoiadores são criminosos. O DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA É O MAIOR DESDE 1984. ISSO IMPACTA NA ENERGIA, ECONOMIA, PREÇO DE ALIMENTOS, FUGA DE CAPITAIS, IMAGEM DO PAÍS. ELE JÁ SABIA DOS NÚMEROS OFICIAIS DO INEP E MENTIU DESCARADAMENTE NAS INFORMAÇÕES ENVIADAS A COP26. ( Jorge Roriz).

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou nesta quinta-feira (18) que a taxa de desmatamento na Amazônia Legal Brasileira (ALB) ficou em 13.235 quilômetros quadrados (km²) no período de 01 agosto de 2020 a 31 julho de 2021. O índice apurado pelo Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes) representa um aumento de 21,97% em relação à taxa de desmatamento do período anterior.

O mapeamento é feito com base em imagens do satélite Landsat ou similares e considera como desmatamento a “remoção completa da cobertura florestal primária por corte raso, independentemente da futura utilização destas áreas”.

Conforme os dados do Inpe, os estados do Pará, Amazonas, Mato Grosso e Rondônia correspondem a 87,25% do desmatamento estimado na Amazônia Legal, sendo o Pará o estado com maior contribuição absoluta de desmatamento (5.257 km2) e também o estado com menor variação percentual de desmatamento (7,31%). ( Correio Brasiliense).

 

 

Optimized with PageSpeed Ninja