Governo federal continua sabotando o combate a pandemia

Governo federal continua sabotando o combate a pandemia

O Ministério da saúde anunciou que 150.000 pessoas na Bahia não tomaram a segunda dose da vacina, após a data programada
mas a secretaria de saúde do Estado da Bahia contesta a informação e diz que apenas 10.000 não voltaram para tomar a segunda dose.
A diferença existe porque o governo fez a estimativa sem considerar que a vacina da Astrazenica tem um período de três meses para o retorno e apenas computou as doses já entregues mas muita gente ainda não completou o período do intervalo para a vacinação.
A notícia de que um milhão e quinhentas mil pessoas no Brasil não voltaram para se vacinar, passa a impressão de que a população não está acreditando na eficiência da vacina ou que não falta vacinas já que muita gente está desistindo de tomar a segunda dose. ISSO ESTIMULA MAIS PESSOAS A NÃO VOLTAREM PARA SE VACINAR
Assim como o número informado com relação a Bahia tem uma diferença de 15 vezes a mais, do que o número real a estimativa informada pelo governo no sentido nacional, também está equivocada.

O Ministério da Saúde deveria PRIORIZAR a entrega das vacinas nas capitais que tiveram a vacinação suspensa por falta de doses.
o Ministério tem as doses e não envia. Salvador esperava receber 500 mil doses nesta quinta- feira, mas o MS Informou que as vacinas não serão entregues hoje. Isso vai atrasar o inicio da vacinação em Salvador, dos idosos com 60 anos, assim como o grupo de pessoas com cormobidades. Salvador tem 04 dias sem vacinação da primeira dose por falta de vacinas.

A Secretaria da Saúde do Estado, informou que o governo não disse o motivo do atraso e não marcou a data da entrega.