Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Governo pede à Anvisa que autorize o autoteste para Covid

Ministério da Saúde vai solicitar a Anvisa, que seja liberado o uso de auto- teste para Covid- 19. A comercialização de teste que pode ser feito em casa ainda não é permitida pela Anvisa no Brasil. O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, disse, com exclusividade ao Estadão/Broadcast, que a pasta enviará à agência uma nota técnica sobre o assunto

O autoteste, porém, tem sensibilidade menor do que outros exames (como o PCR) e está sujeito ao erro do paciente não treinado. O próprio secretário disse que o método não substitui diagnóstico do profissional de saúde.
“A mensagem é que o autoteste é uma ferramenta de apoio e não substitui o diagnóstico do profissional de saúde. A pessoa deve fazer o teste e, caso esteja com sintomas, deve ir ao posto de saúde ou hospital se certificar do diagnóstico”, afirmou Cruz.

“A pandemia mudou um pouco a cultura do cidadão, pois ele quer saber o que ele tem. Existe preocupação com os riscos provocados pela doença respiratória aguda. Seja na rede pública ou privada, se tem covid-19 ou gripe, por exemplo. Qualquer ferramenta de diagnóstico confiável é favorável”, afirmou, Lauro Ferreira Pinto Neto, infectologista da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e professor da Escola de Medicina da Santa Casa de Vitória.

Já há um consenso da importância crescente de novas ferramentas, ficando agora a cargo da Anvisa prosseguir com a mesma celeridade que adotou no início da pandemia, para uma avaliação que autorize o processo de registro destes produtos. É fundamental ainda que o Ministério da Saúde apoie esta medida, até para que a discussão seja bem completa e ágil”, cobrou na semana passada o presidente executivo da Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), Carlos Eduardo Gouvêa.

Com informações do Estadão.