Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Haddad exige direito de resposta contra Bolsonaro por “Kit gay”

Neste domingo (14/10), a defesa da candidatura de Haddad entrou  com uma representação eleitoral com pedido de resposta junto ao TSE contra Jair, Flávio e Carlos Bolsonaro devido notícias falsas da criação do Kit Gay

No dia 28 de agosto de 2018, o candidato Jair Bolsonaro utilizou-se de entrevista feita ao Jornal Nacional para mentir em rede nacional ao tentar mostrar o livro “Aparelho Sexual e Cia”, sobre sexualidade, difundindo a falsa ideia de que o mesmo teria sido em escolas públicas e que, segundo vídeo que circula em redes sociais, seria inadequado para crianças e jovens brasileiros. É mentira: o livro não faz nem nunca fez parte de qualquer kit escolar. Bolsonaro vem proferindo esta grave mentira há anos – um vídeo do deputado divulgando o boato foi postado em suas redes em janeiro de 2016.

Em comunicado oficial do Ministério da Educação, afirmando que  “não produziu e nem adquiriu ou distribuiu o livro ‘Aparelho Sexual e Cia’”e que não há qualquer vinculação entre o ministério e o livro, já que a obra tampouco consta nos programas de distribuição de materiais didáticos levados a cabo pela pasta.

A representação requer, além da retirada dos links ofensivos das redes sociais e da identificação dos dados e IPs dos responsáveis pelas postagens, que seja garantido direito de resposta, de modo que “os ofensores divulguem a resposta do ofendido, sedimentada pela íntegra da decisão a ser proferida, em até 48h após sua entrega,empregando nessa divulgação o mesmo impulsionamento de conteúdo eventualmente contratado e outros elementos de realce usados na ofensa, ficando a resposta disponível em tempo não inferior ao tempo em que esteve disponível a
mensagem ofensiva”.