Haddad questionou a presença de Sérgio Etchegoyen na coletiva de Rosa Weber

Haddad questionou o papel do ministro Sergio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional) no processo eleitoral.

O petista insinuou que o general se coloca como “ameaça” ou “tutela” para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ao participar de uma coletiva de imprensa, neste domingo (21), ao lado da presidente da corte, Rosa Weber.

O poste de Lula declarou, segundo informações da Folha de S. Paulo:

O que o Etchegoyen tinha que estar dando entrevista do lado da Rosa Weber? Quem é ele? Qual autoridade que ele tem no TSE? O que ele tem com isso? Ele foi lá se colocar como uma ameaça, tutelar? Isso nunca aconteceu. Os tribunais não precisam disso.

Ontem, em coletiva de imprensa, a presidente do TSE deu a entender que a narrativa do PT sobre o impulsionamento de mensagens no WhatsApp por empresários pró-Bolsonaro não passa de boataria, isso irritou o petista.

Fake News não tem como evitar alguém conhece uma formula, perguntou Rosa Weber. Ela esquece que ocorreu crime eleitoral, caixa dois e ajuda financeira de empresas e gastos de campanha não declarados. Weber se resumiu a criticar os ataques contra a legitimidade das urnas eletrônicas e falou de Fake News de forma genérica. Sem falar nas graves denúncias contra Bolsonaro.