Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Hidroxicloroquina em tratamento de Covid-19 está associado a mais mortalidade maior.

Estudo metanalítico publicado, na quinta-feira, 15, na revista científica britânica “Nature”, concluiu que o uso da hidroxicloroquina em tratamento de pacientes com Covid-19 está associado a uma mortalidade maior.

Segundo o estudo, a cloroquina – tão divulgada por Jair Bolsonaro no Brasil – não apresenta benefícios no tratamento contra o vírus.

A pesquisa foi assinada por mais de 90 cientistas e analisou colaborativamente 28 ensaios clínicos publicados ou não, nos quais participaram 10.319 pacientes.

Os pesquisadores também ressaltam que “centenas de milhares de pacientes têm recebido HCQ e CQ fora de ensaios clínicos, sem evidência de seus efeitos benéficos. O interesse público é sem precedentes, com fraca adiantada evidência apoiando méritos da HCQ sendo amplamente discutida em mídias e redes sociais — apesar dos resultados não favoráveis por um largo ensaio clínico randomizado”.

“Nós descobrimos que tratamento com hidroxicloroquina é associado com aumento da mortalidade de pacientes com Covid-19, e não há benefício da cloroquina”, afirma a pesquisa.

Hidroxicloroquina em tratamento de Covid-19 está associado a mais mortalidade maior.