Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Impeachment APROVADO 61 X 20

Senadores decidiram nesta quarta, 31, pelo afastamento definitivo da petista da Presidência da República.

APROVADO O IMPEACHMENT DA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF.

NESTE MOMENTO OS SENADORES VÃO DECIDIR SE DILMA PERDERÁ OS DIREITOS POLÍTICOS.
A SENADORA KÁTIA ABREU PMDB-TO FAZ UM DISCUSO DEFENDENDO A MANUTENÇÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS.

O SENADOR ALOÍSIO NUNES DISCURSA DEFENDENDO A PERDA DOS DIREITOS POLÍTICOS E DIZ QUE NA LEI DA CONSTITUIÇÃO, A PERDA DO MANDATO ESTÁ LIGADA A PERDA DOS DIREITOS.

O SENADOR JOÃO CAPIBERIBE FALA EM PACTO E PEDE QUE OS DIREITOS DE DILMA DE EXERCER FUNÇÕES PÚBLICAS SEJAM PRESERVADOS.

NESTE MOMENTO, O SENADOR JORGE VIANA, FALA EM DEFESA DA PRESERVAÇÃO DOS DIREITOS DE DILMA.

O SENADOR CÁSSIO CUNHA LIMA FALA DA NECESSIDADE DE PRESERVAR A INABILITAÇÃO DA FUNÇÃO PÚBLICA. COMO UMA AÇÃO PREVENTIVA PARA QUE DILMA NÃO VOLTE A PRATICAR A VIOLAÇÃO DA LEI.

CÁSSIO CUNHA LEMBRA QUE SE O DESTAQUE FOR APROVADO, O SENADOR EDUARDO CUNHA PODERÁ PEDIR O MESMO BENEFÍCIO.

Renan Calheiros, depois de cassar Dilma, agora defende que ela não seja inabilitada.

Renan, está em cima do muro e isso fragiliza o presidente Temer.

A CONSTITUIÇÃO FOI RASGADA. QUEM PERDE MANDATO,  NÃO DEVERIA TER DIREITO DE EXERCER FUNÇÕES PÚBLICAS.

O PSDB VAI RECORRER A ESSA DECISÃO DE MANTER O DIREITO DE DILMA DE EXERCER FUNÇÕES PÚBLICAS

Dilma NÃO está inabilitada para cargos públicos por 8 anos: 42 “sim” a 36 “não”

NA SEGUNDA VOTAÇÃO, OS SENADORES DECIDIRAM QUE DILMA PODE EXERCER FUNÇÃO PÚBLICA, INCLUSIVE ELEITORAIS.

19 senadores se posicionaram em favor do impeachment, mas contra a inabilitação.