Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Intimação para Felipe Neto, aumenta manifestações no Twitter contra Bolsonaro

A Polícia Civil do Rio foi acionada pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, e citou como justificativa para o pedido de intimação do influenciador digital o suposto crime de “calúnia” contra Bolsonaro, com base na Lei de Segurança Nacional.

Um levantamento do pesquisador Fábio Malini, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), identificou 330 mil tuítes com a palavra genocida no Twitter em um único dia, desde que a intimação de Felipe Neto foi divulgada. Ao todo, 115 mil perfis fizeram publicações sobre o tema a partir de 2.135 hashtags distintas. A associação de Bolsonaro ao termo foi a mais comum.