Janot – Tentativa confessa de assassinato de um ministro do STF

Ao determinar buscas da Polícia Federal em endereços do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes o proibiu de chegar a menos de 200 metros de integrantes da Corte.

As campanhas feitas por Dallagnol, outros procuradores, e “justiçeiros” das redes sociais, e de certa “imprensa”,  coloca em risco o Estado de Direito e a vida dos integrantes do STF. A ignorância jurídica de grande parte da população, incentivada por certos justiçeiros,  coloca o povo contra decisões legais  do STF.

A Suprema Corte tem o direito de tomar suas decisões, baseadas na Constituição independente dos agrados e desagrados da população e dos leigos.

O ex- procurador da República, Rodrigo Janot,  foi flagrado em um bar, bebendo com um advogado de Joesley Batista, em pleno exercício do cargo,  fez uma negociação estranha com o empresário Joesley, perdoando mais de 200 crimes em troca da tentativa de queda do presidente Michel Temer,  confessou que pensou em matar o ministro do STF, Gilmar Mendes.

É uma confissão grave. O que esperava Janot? a venda dos seus livros? O apoio popular já que existe uma animosidade do público contra o grande ministro Gilmar Mendes ? Gilmar simplesmente CUMPRE A LEI E A CONSTITUIÇÃO.

SE UMA PESSOA É CONSIDERADA BANDIDA PELO POVO ( IMAGEM CRIADA PELA LAVA JATO) ANTES DE UMA CONDENAÇÃO E ANTES DE SE ESGOTAR TODOS OS RECURSOS, SE A PRISÃO DESSA PESSOA É ILEGAL, É PRECISO SIM, QUE ELA SEJA SEJA SOLTA, COMO DIZ A LEI.

PARABENIZAMOS O MICHEL TEMER POR  INDICAR O MINISTRO ALEXANDRE DE MORAIS, PARABENIZAMOS O MINISTRO ALEXANDRE DE MORAIS POR TOMAR DECISÕES EM PROTEÇÃO A GILMAR E AOS MEMBROS DA CORTE E TOMAR AS MEDIDAS CABIVEÍS CONTRA JANOT, E contra a todos que usam a imprensa e as Redes Sociais para denegrir a imagem dos membros da SUPREMA CORTE.

O STF é o baluarte da democracia e merece todo o nosso respeito. Sem o STF estaremos na ditadura e no fim do Estado de Direito.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.