Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Justiça manda suspender inquérito contra Felipe Neto

A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática instaurou inquérito contra Felipe Neto. Um dos filhos do presidente, Carlos Bolsonaro (Republicanos), abriu notícia-crime contra o youtuber por “crime contra a segurança nacional por chamar o presidente Bolsonaro de “genocida”, por seu comportamento na pandemia. As acusações eram baseadas na Lei de Segurança Nacional e no Código Penal, por calúnia.

Nesta quinta-feira, 18, a Justiça determinou a suspensão da investigação. O vereador Carlos Bolsonaro e o delegado NÃO TEM COMPETENCIA para abrir investigação baseada na lei de segurança nacional.

Felipe Neto criou uma página “Grupo “Vítima morte em massa” para que renomados advogados possam defender todos que não podem pagar um advogado e que estão sendo processados por críticas a Bolsonaro.

“Não estou preocupado comigo. Não há nada que eles possam fazer contra mim. Estou preocupado com a situação do nosso país e as ameaças à liberdade de expressão”, diz youtuber

Em entrevista à BBC News Brasil por e-mail, Neto afirmou que a queixa-crime é parte da perseguição “absoluta” da qual é alvo “desde o primeiro dia de governo”

“.