JOICE DENUNCIA A REDE DE FAKE NEWS DOS BOLSONARISTAS

Joice denuncia que filhos de Bolsonaro têm rede de fake news com 1.500 perfis
A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) denunciou em entrevista que Carlos, Eduardo e Flávio Bolsonaro são líderes de uma rede especializada em campanhas de difamação e notícias falsas usando aplicativos de mensagens. Em meio à guerra interna no PSL, a deputada se tornou um dos alvos preferenciais do clã Bolsonaro

Em entrevista ao UOL antes de gravar o programa Roda Viva, da TV Cultura, Joice afirmou que os filhos de Jair Bolsonaro mantêm funcionários que criam perfis falsos em redes sociais, como Instagram, WhatsApp e Twitter.

De acordo com a deputada, eles dispõem de ao menos 1.500 perfis falsos, que alimentam uma rede de informações falsas. É o que ela chama de milícia digital. “Não é só fake news, mas também campanhas de difamação”.

Joice anunciou que vai fazer denúncia ao Ministério Público e apresentará queixa na Comissão de Ética da Câmara dos Deputados. “Não vou ficar apanhando e ficar quieta.”

As assessorias de comunicação de Flávio, Eduardo e Carlos se recusaram a atender aos pedidos da reportagem para apresentar declarações sobre as denúncias.

A deputada relembra os episódios iniciais de crise do PSL, desde a transição. “Mourão (vice-presidente) foi atacado, Santos Cruz (ex-ministro da Secretaria de Governo) foi atacado, Bebbiano (ex-ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência)… Ter funcionários de agentes públicos, pagos com dinheiro do contribuinte, temos uma questão”.

 

“Quanto você tem assessor de deputado, pago por dinheiro público, fazendo memes e ataques virulentos, sendo bancado com dinheiro público, não parece que isso passe perto da moralidade”.

Afirmou ainda estar “mapeando” perfis: seriam 20 do Instagram e 1,5 mil páginas no Facebook. Não poderia ter sido mais explícita: “Tem alguns perfis, que já estão identificados, que inclusive fazem parte, estão ou estiveram nas mãos de assessores dos meninos, do Flávio, do Eduardo e do Carlos. Através dos ataques que foram feitos a mim, eu comecei a mapear.” A deputada anunciou que vai acionar o Ministério Público e o Conselho de Ética da Câmara, além de fazer um Boletim de Ocorrência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.