Jornal Paranaense anunciou em janeiro que Lula poderia sofrer um ” falso atentado”

O jornal O Paraná, em reportagem publicada no dia 7 de janeiro, havia alertado que as autoridades investigavam um “falso atentado” que estava sendo promovido pelo MST para tentar causar uma aura de vitimização em Lula. A reportagem possui uma cópia no WebArchive em 2 de fevereiro, e a cidade marcada é Quedas do Iguaçu  exatamente a mesma de onde o ônibus de Lula saiu e, supostamente, teria levado tiros que não feriram ninguém

Na reportagem, o jornal comenta que, em Quedas do Iguaçu, havia muitos acampamentos do MST, que não existiam em outras cidades da região, e que planejavam um macabro “falso atentado” para melhorar a imagem do ex-presidente Lula diante de seu julgamento final pelo TRF-4.

Disse o jornal à época, já falando de Quedas do Iguaçu:

“No Paraná, um dos principais redutos do MST, que comanda uma das – se não a maior – maiores concentrações de sem-terra “do Brasil, em Quedas do Iguaçu, a situação é ainda mais tensa. A reportagem do Jornal O Paraná teve acesso com exclusividade “a informações que revelam um elaborado e até macabro plano elaborado por pessoas envolvidas com a alta cúpula petista “e que conta com a “mão de obra” dos sem-terra instalados em Quedas.

 

O delegado da Polícia Federal e deputado Fernando Francischini alertou no dia (07) de janeiro para a possibilidade de um falso atentado contra o expresidente Lula, próximo à data de seu julgamento, para aumentar sua vitimização e fortalecer a “narrativa” de que o julgamento de Lula seria político.

Segundo o site Folha política O delegado mencionou reportagem do jornal O Paraná, que afirma: “A reportagem do Jornal O Paraná
teve acesso com exclusividade a informações que revelam um elaborado e até macabro plano elaborado
por pessoas envolvidas com a alta cúpula petista e que conta com a “mão de obra” dos sem-terra
instalados em Quedas [do Iguaçu]. Uma fonte que transita livremente pelos acampamentos [do MST]
revelou, em detalhes, que está sendo traçado um falso atentado contra o ex-presidente para aquele dia”.
Ainda segundo a reportagem, o serviço de inteligência do Paraná acompanha acompanhava essas articulações.

 

LEIA AQUI A REPORTAGEM ORIGINAL DO JORNAL DO PARANÁ, FEITA EM 07/01/2018