jornalista é condenada a pagar indenização para Luciano Hang

Nesta quinta-feira, 3, em sentença da Justiça Estadual, o jornal Folha de São Paulo e a jornalista Patrícia Campos Mello foram condenados a pagar R$ 100 mil ao empresário brusquense Luciano Hang, dono da rede lojas Havan. O processo de danos morais é referente a uma matéria publicada pela Folha em 2018. A reportagem aponta Hang como um dos empresários que compraram pacote para o disparo de mensagens anti-PT nas redes, o que é crime eleitoral.

 

“Muito embora a imprensa não necessite, na apuração e divulgação de notícias os mesmos graus de solidez e certeza exigíveis de um processo judicial, tal como suscitado pelas requeridas em sua defesa, por óbvio, tal fato não autoriza a imprensa a publicar notícias que vincule os requerentes ao tal esquema de disparos em massa de mensagens em pleno período eleitoral, sem qualquer base fática, posto que, muito embora as requeridas na defesa nomeiem as supostas fontes de informação, não apresentaram o conteúdo dessas fontes, mesmo que de forma anônima, que fossem capazes de vincular os requerentes ao esquema de divulgação de notícias em período eleitoral, consistentes em ilícito eleitoral contido na lei de regência respectiva”, aponta.
O documento é assinado pelo Juiz Gilberto Gomes de Oliveira Junior. A sentença foi publicada pelo Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina Vara Cível da Comarca de Brusque.32