Jucá diz que não vai pedir para sair

Jucá diz em entrevista à Globo News: “não me sinto em compromisso de pedir para sair. Considero gravação algo banal”

Em entrevista a O Financista nesta segunda-feira (23), Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, advogado  de Juc[a. pontuou que “em nenhum momento, o Senador  demonstra que faria qualquer interferência para favorecer alguém”.

“A Lava Jato é importantíssima, mas não pode ser uma proposta de governo”, explicou Kakay, acrescentando que o ex-presidente da Transpetro foi quem pautou e direcionou a conversa para o tema. “A conversa não apresenta nenhuma ilegalidade”, reforçou.

Sobre a palavra pacto, o advogado classificou como “natural” que o termo tenha sido utilizado em momentos de negociação para que o impeachment da presidente afastada  Dilma Rousseff (PT) fosse aprovado na Câmara dos Deputados.

Em relação à declaração de Jucá de que era preciso mudar o governo para “estancar essa sangria”, Kakay declarou que o peemedebista alertava sobre a necessidade de estabelecer medidas emergenciais “naquele momento em que o governo estava sangrando por todos os poros”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.