Juiz Sérgio Moro chega na residência de Bolsonaro

O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato em primeira instância, está neste momento na residência do presidente eleito Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.
Moro vai conversar com Bolsonaro sobre a aceitação ou não do cargo de ministro da justiça e no futuro, ministro do STF.
Alguns críticos avaliam que a aceitação do cargo vai gerar suspeição de Moro por ele pertencer a Lava Jato e isso prova a politização da justiça.
Os críticos também argumentam que se Sérgio Moro sair de Curitiba, os processos que ele acompanha na 1ª instância podem ser prejudicado.

Para o deputado Wadih Damous (PT) afirmou que “estar preocupado” com as condições carcerárias do ex-presidente caso o juiz da Lava Jato assuma a pasta e consequentemente o controle da Polícia Federal.

“Não tenha a menor dúvida”, disse Wadih Damous quando questionado se Sergio Moro como ministro aumentaria o risco de mudar a condição de Lula na cadeia. Atualmente Lula está na Superintendência da PF e deverá ir para uma cadeia comum. ( é justo).

“É a prova definitiva da parcialidade e falta de isenção do senhor Sérgio Moro nos processos que dizem respeito ao ex-presidente Lula”, afirmou o petista.

“Se Moro vira ministro de um gov q foi eleito pq Lula está preso e PT desmoralizado pela Lava Jato, prevalecerá aqui e no exterior a “possible news” de que houve conspiração.” Cristovam Buarque