Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Juízes pedem cassação do mandato de Renan Calheiros

 

Os membros do movimento associativo “Magistrados Independentes” acusam Renan de quebra do decoro parlamentar ao atacar diretamente o juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal.

“O caminho para se mostrar irresignado com uma decisão judicial é a via recursal ou as representações disciplinares, jamais a agressão. Palavra tem força”, resumiu o juiz Luiz Gomes da Rocha Neto, titular da 1a vara de execução penal de Pernambuco que atuou como porta-voz do grupo.

“Em um só momento o senador afrontou não só a honra do magistrado Vallisney de Souza Oliveira e do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, como também afrontou exercentes de cargos políticos do Poder Judiciário e Executivo, respectivamente, aproximando-se da prática de crimes contra a honra (fato suficiente para a quebra do decoro parlamentar) e também incidindo em conduta afrontosa a dois Poderes da República”, argumentam os juízes na representação.

Além da abertura do processo os juízes pedem a leitura da representação no plenário do Senado.

O deputado líder do PR na Câmara, Edinho Guedes,  em abril deste ano,  pediu a abertura de processo disciplinar contra Renan para investigação das denúncias levantadas pela Procuradoria Geral da República contra o peemedebista. 

O pedido hoje protocolado  nesta terça-feira (01/11) é a segundo contra Renan em 2016.

A informação é do site JOTA.