Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Justiça eleitoral nega fazer busca e apreensão nas empresas do esquema Fake News Whatsapp

Candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad afirmou que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não quer criar “marola” na eleição mesmo sabendo, de acordo com ele, que foi usado dinheiro de caixa dois para orientar votos favoráveis a Jair Bolsonaro (PSL) na disputa presidencial. Ele lamentou que a Corte eleitoral não tenha autorizado a realização de busca e apreensão em empresas para identificar o suposto esquema, conforme pedido pelo PT no tribunal.

O petista disse que um empresário teria de ser preso e, assim, todos os outros acabariam sendo “descobertos”. “A Justiça Eleitoral não deveria colocar panos quentes nisso”, disse o candidato petista, em entrevista coletiva em Juazeiro do Norte (CE). “É muito simples de resolver.” O petista apontou que Bolsonaro está usando empresários para bancar a disseminação de mensagens pelas redes sociais.

Mais cedo, o petista declarou que a eventual prisão de um empresário confirmaria o esquema e tiraria Bolsonaro da eleição, com a entrada de Ciro Gomes (PDT) para disputar o segundo turno. (ISTO E)