Lava Jato de olho nos crimes -Serpro e Mazoni

A Lava Jato investiga se o ex-diretor do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) Marcos Mazoni teve papel no esquema de corrupção que beneficiou o ex-ministro José Dirceu em contratos milionários de tecnologia para dois ministérios e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em 2014 e 2015, inclusive para as Olimpíadas. É que nada se decidia na área sem o parecer de Mazoni. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Deixar uma resposta