Lava Jato: com a delação do ” fim do mundo” o trabalho vai dobrar

LAVA JATO

Em 2 anos e 8 meses de investigações da força-tarefa, foram 250 denunciados em 54 ações penais, dos quais 82 já condenados a mais de mil anos de prisão, e R$ 6,4 bilhões de propina identificados no esquema de formação de cartel, desvios e corrupção na Petrobras.

COM A DELAÇÃO DO FIM DO MUNDO (ODEBRECHT) AS AÇÕES, ´PROCESSOS E PRISÕES  DA LAVA JATO VÃO DOBRAR.

ESTE É O MOTIVO DA  MOVIMENTAÇÃO NO STJ E NO CONGRESSO COM TENTATIVAS DE CRIAR LEIS E BARREIRAS PARA PREJUDICAR AS INVESTIGAÇÕES. OS CORRUPTOS ESTÃO  APAVORADOS.

AS DECLARAÇÕES JÁ FEITAS POR MARCELO ODEBRECHT PROVAM QUE LULA É O CHEFE E QUE AS PROPINAS NOS CONTRATOS ERAM REGRAS E NÃO EXCEÇÃO.

Obras de aeroportos, rodovias, metrôs, usinas de energia, estádios da Copa, contratos nos setores petroquímico, de saneamento, de defesa, negócios com fundos de pensão e operações com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vão dobrar  o número de pessoas e valores envolvidos