LEWANDIWSKI TRANSFORMA TESTEMUNHA DE DEFESA EM INFORMANTE

De Ruy Câmara

Após 4 horas de PROCRASTINAÇÕES e de apartes intoleráveis dos petistas histéricos (seja pela ordem ou por questão de ordem) Ricardo Lewandowski negou todos os pedidos da bancada da chupeta, porém, acatou de forma dubitante as alegações da defesa de DILMA ao MUDAR a qualificação do Dr. Julio Marcelo de Oliveira (procurador do TCU) de testemunha para informante. A decisão de Lewandowski feriu frontalmente o acordo prévio firmado entre a acusação, a defesa e a presidência do processo de Impeachment, uma vez que o próprio Lewandowski já havia definido e qualificado os nomes das testemunhas previamente arroladas pelas partes. Ou seja, a decisão de última hora do presidente da seção prejudicou sobremaneira os trabalhos da acusação, sobretudo porque os depoimentos anteriores do Dr. Julio Marcelo de Oliveira foram validados e aceitos como material-prova dos crimes de responsabilidade cometidos de forma cabal e incontestável por DILMA. Felizmente, essa decisão de Lewandowski em nada afetará o epílogo dessa novela, já que a decisão final será tomada pelo plenário do Senado nos próximos dias, quando Dilma será banida por 61 votos.