Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Lira diz que Bolsonaro vai acatar decisão do Congresso sobre o voto impresso

O presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), afirmou que a Proposta de Emenda à Constituição que trata do voto impresso será analisada em plenário amanhã ou quarta-feira, 11. Apesar de acreditar que “ele disse ter conversado com o presidente Jair Bolsonaro e obtido o compromisso de que o resultado da votação será respeitado.

“Nossa expectativa é que os Poderes acatem com naturalidade e respeitem (o resultado do plenário)”, declarou Lira em entrevista à Rádio CBN. “O presidente Bolsonaro me garantiu que respeitaria o resultado do plenário.”  “as chances de aprovação podem ser poucas”, afirmou Lira. Serão necessários 308 votos.

A comissão especial da Câmara que tratava da PEC rejeitou a proposta por 23 votos a 11.

Por diversas vezes, Bolsonaro afirmou que não iria aceitar eleições sem voto impresso e que considerava o sistema passível de fraude. Com  a forte reação do STF, empresários, economistas, parlamentares, ele parece ter se convencido de que não pode impor sua vontade ao sistema eleitoral, caso os poderes constituídos decidam por eleições sem o voto impresso

A Impressão dos votos vai causar lentidão no resultado, judicialização para um pedido de recontagem  e não impede fraude, já que os votos são contados manualmente.

O vice- presidente Hamilton Mourão, falou  sobre possível não aprovação do voto impresso auditável: ‘A partir daí não tem mais o que fazer. Está definido pelo Legislativo, pronto. Cumpra-se’