Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Lobão: “Ele tem que sair de qualquer jeito”

Em entrevista à BBC, (por telefone),  o cantor e compositor,  Lobão,  afirmou que não vota nem em Lula e nem em Bolsonaro. Ele acredita em uma terceira via.

“Vou me abster. Não voto em nenhum dos dois. Infelizmente, no Brasil o voto é negativo. A gente vota em um para que o outro, pior, não ganhe. Precisamos de um presidente em que a gente possa sair na rua e não haja um clima de semi-guerra civil entre as pessoas”, afirma, mantendo esperanças na terceira via.

Lobão diz que o impeachment de Bolsonaro é prioridade: “Chegou uma hora em que a gente precisa tirar esse cara. Ele tem que sair de qualquer jeito”, disse, em entrevista à BBC News Brasil. ”

Bolsonaro é o pior presidente da História: “Para mim, o que Bolsonaro está fazendo supera em muito em gravidade o que os outros dois fizeram. Há uma coleção de crimes. O último é essa denúncia de superfaturamento de vacina”,

Lobão se afasta de quem acredita em Bolsonaro, “Quem é Bolsonaro hoje em dia tem uma questão de higiene moral, não consigo nem falar. Não tenho o menor tipo de aproximação. Você não precisa ser um gênio para perceber o que está acontecendo no Brasil. É um acinte, um estupro, uma violência. Bolsonaro não fez nada de bom, tudo o que ele toca vira merda, é uma virtuose na merda”,

Lobão faz parte de um grupo de artistas e influenciadores que apoiou ou sinalizou voto em Bolsonaro, mas hoje mudou de lado e se posiciona contra sua gestão, como o comediante Danilo Gentili, o ator e deputado federal Alexandre Frota (PSDB) e o apresentador Luciano Huck, da TV Globo.

Nos últimos meses, o artista de 63 anos tem se dedicado a produzir um novo disco triplo, Canções de Quarentena, que será lançado em vinil em breve.

De tempos em tempos, o cantor lança na internet uma das faixas do álbum, sempre uma versão dele para músicas que marcaram sua vida, como Gita, de Raul Seixas, e Disparada, de Geraldo Vandré.

Fonte: BBC Brasil, Leandro Machado