Maduro desafia o Brasil, Paraguai e Argentina

maduro

O presidente Nicolás Maduro desafiou nesta quarta-feira (3) os países do Mercosul ao afirmar que seu país exercerá “plenamente” a presidência do bloco.

“Somos presidentes do Mercosul e vamos exercer isto plenamente”, disse Maduro durante um ato oficial em Caracas, transmitido pela TV estatal.

Segundo Maduro, a Venezuela é perseguida pelos governos de Brasil, Argentina e Paraguai, no que chamou de “tríplice aliança de torturadores da América do Sul”.

Brasil, Paraguai e  Argentina questionam a capacidade de Caracas para assumir a presidência do Mercosul em meio à crise política que afeta o país, e argumentam que a Venezuela não adequou sua legislação a do Bloco, no qual ingressou em 2012.

 

“Que solte os presos políticos, que faça gestos que o comprometam com a democracia, de outro modo não haverá consenso para a entrega da presidência à Venezuela”, declarou o chanceler paraguaio, Eladio Loizaga.

“O Paraguai não vai acompanhar uma presidência que não represente os valores envolvendo a democracia e o respeito aos direitos humanos”, disse.

A SOLUÇÃO É SIMPLES: TODOS OS PAÍSES SE RETIRAM DO MERCUSUL E DEIXA MADURO PRESIDINDO O “BLOCO” DELE SOZINHO. KKKKKKK

Se Lula ou Dilma estivessem na presidência do Brasil, apoiaria a ditadura Venezuela. Mas com Michel Temer, o Brasil passa para o lado dos países civilizados. Parabéns ao ministro José Serra. Existe no regulamento do Mercusul que para ser membro, precisa respeitar os direitos humanos e a democracia.. Maduro é ditador., possui presos políticos, faz decretos escravizando o povo, persegue e manda torturar e matar adversários, quer se perpetuar no poder e não respeita as leis.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial