Maduro deve cair de podre

O Parlamento da Venezuela decretou nesta segunda-feira, 9, o abandono de cargo pelo presidente Nicolás Maduro, mas foi desautorizado pelo Tribunal Superior de Justiça (TSJ) – alinhado ao chavismo -, que  emitiu um comunicado alertando que o Legislativo não tem esse poder – ainda que, de acordo com a oposição, que controla a Assembleia Nacional, a Constituição do país determine o contrário.

Uma espécie de STF venezuelano que defende os interesses de Maduro

“A Assembleia Nacional não tem faculdade para destituir o presidente da república”, disse em nota o órgão máximo do Poder Judiciário venezuelano. Desde que a nova Assembleia, controlada pela oposição, foi eleita no fim de 2015, o TSJ tem anulado todas as leis aprovadas pelo Parlamento, cujos interesses entram em choque com os do governo.

MADURO AUMENTA SALÁRIO MÍNIMO EM 50%

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou neste domingo um aumento de 50% no salário mínimo. O valor equivale a  36 reais na conversão pela cotação do mercado negro. O país enfrentando uma inflação de 475%. E como tudo sobe diariamente, a medida é uma ação populista inútil.

Meninas venezuelanas se prostituem por 1 real para ter o que comer

Foto: Carlos Garcia Rawlins.