Maioria do STF decide manter Palocci preso

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta quinta-feira o pedido de habeas corpus do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. Deste modo, ele continuará preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, onde está desde setembro de 2016.

Votaram para manter o petista preso o relator, Edson Fachin, e os ministros Alexandre de Moraes, Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Celso de Mello. Já os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello votaram pela concessão do habeas corpus. Falta apenas o voto da presidente da Corte, Cármen Lúcia.