Mais duas derrotas judiciais de Lula

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Felix Fischer negou um pedido de decisão liminar (provisória) feito pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender a ação sobre o tríplex no Guarujá, que tramita sob responsabilidade do juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba.

Por meio de um habeas corpus impetrado no STJ, a defesa de Lula buscava conseguir a “nulidade absoluta” de toda a ação alegando suspeição do juiz Sérgio Moro.

Na última sexta-feira (3), o juiz federal Sérgio Moro marcou para o dia 3 de maio, em Curitiba, o interrogatório do ex-presidente. Lula é acusado de ser beneficiário “de vantagens ilícitas” na reforma de um apartamento tríplex no Guarujá, litoral paulista, pela empreiteira OAS, e na guarda de bens do em um guarda-volumes.

OUTRA DERROTA DE LULA

Por unanimidade, os desembargadores da quarta seção do TRF-4 rejeitaram a queixa-crime de Lula contra o juiz Sérgio Moro por abuso de autoridade. Moro foi defendido pela sua própria mulher, Rosangela Wolf Moro.

Deixar uma resposta