Mapa de calor monitorou funcionários fantasmas de Flávio Bolsonaro

Mapa  de calor monitorou funcionários  fantasmas  de  Flávio Bolsonaro

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) usou um mapa de calor feito a partir dos registros telefônicos de oito dos 12 “assessores fantasmas” do gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro (hoje senador, Republicanos-RJ) e concluiu que, de fato, eles nunca trabalharam em suas funções designadas como assessores parlamentares na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, entre 2007 e 2018.

O rastreamento da localização dos assessores consta na denúncia do MP-RJ encaminhada à Justiça e mostra que oito deles raramente estiveram nos arredores da Alerj, no Centro do Rio, nesse período.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) usou um mapa de calor feito a partir dos registros telefônicos de oito dos 12 “assessores fantasmas” do gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro (hoje senador, Republicanos-RJ) e concluiu que, de fato, eles nunca trabalharam em suas funções designadas como assessores parlamentares na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, entre 2007 e 2018.

O rastreamento da localização dos assessores consta na denúncia do MP-RJ encaminhada à Justiça e mostra que oito deles raramente estiveram nos arredores da Alerj, no Centro do Rio, nesse período.

Informações de  O Globo