Médico passa 35 anos na cadeia e agora volta a exercer a profissão

Depois de 35 anos preso, Hosmany Ramos foi libertado há dois meses. Recuperou a autorização do Conselho Regional de Medicina para voltar a trabalhar. E em março abre uma clínica de cirurgia plástica na Avenida Brasil, em São Paulo. Ex-assistente de Ivo Pitanguy, Hosmany no auge de sua carreira meteu-se no tráfico internacional de drogas e em assassinatos. A informação é do jornalista Lauro Jardim de O Globo.