Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Mensalão, petrolão, eletrolão? Isso é “fichinha”. Conheça o BNDESolão

PELO MODO OPERANDI DO PT/LULA/DILMA. PODEMOS FACILMENTE DEDUZIR QUE EM TODOS OS EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS TEVE  PROPINAS, SUPERFATURAMENTOS E JUROS DE MAMÃE. SUBSIDIADOS  EM VALORES MUITO BAIXO. SEMPRE UMA OBRA, UMA PROPINA……

O BNDES FOI CRIADO COM A FINALIDADE DE PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO BRASIL………. ( Jorge Roriz)

O BNDES bancou a renovação de toda a rede de gasodutos em Montevideo, Uruguai. Custo da benesse: US$ 300 milhões.

O BNDES bancou, via Lula e Dilma, o aqueduto do Chaco, na Argentina. Custo: US$ 180 milhões.

O BNDES bancou, via Lula e Dilma, o aqueduto do Chaco, na Argentina. Custo: US$ 180 milhões.

Segundo o TCU, em 10 anos a Odebrecht concentrou 82% dos recursos do BNDES para outros países, em vez do Brasil.

O pais que mais recebeu dinheiro do BNDES (14 BILHÕES) foi Angola, cujo presidente está há 37 anos no poder.

Cuba de Fidel recebeu US$ 3 BILHÕES do BNDES nos últimos 10 anos.

Perdão de dívidas dos países africanos teve um motivo. Sem dívidas, tais países e Odebrecht poderiam conseguir novos financiamentos do BNDES

O BNDES financiou com nosso dinheiro a Hidrelétrica de Manduriacu, no Equador. A brincadeira custou US$ 125 milhões.

O BNDES, brasileiro, bancou o metrô da Cidade do Panamá. Valor da brincadeira: US$ 1 BILHÃO.

A autopista Madden-Colón, no Panamá foi financiada pelo BNDES. Custo: US$ 152 milhões. Empregos gerados no Brasil: nenhum.

O BNDES bancou a construção do Ferrocarril Sarmiento na Argentina. Custo para nós: US$ 1,5 BILHÃO. Cristina adorou.

O BNDES bancou a construção das linhas 3 e 4 do metrô de Caracas. Dinheiro meu, seu, nosso. Custo: US$ 732 milhões.

O BNDES bancou a construção de uma ponte sobre o rio Orinoco, via Lula e Dilma, na Venezuela. Custo: R$ 1,2 BILHÃO.

O governo Lula usou o BNDES para bancar a construção da Barragem Moamba, em Moçambique. Custo: US$ 460 milhões.

O governo Lula usou o BNDES para construir o moderno aeroporto de Nacala, em Moçambique, por US$ 200 milhões.

A Hidrelétrica de Tumarín, Nicarágua, foi bancada pelo BNDES. Custo: US$ 1,1 BILHÃO. Empregos gerados no Brasil: nenhum.

O projeto de infraestrutura Hacia El Norte, na Bolívia, foi todo bancado pelo BNDES. Custo: US$ 200 milhões.

O BNDES bancou a compra de 20 aviões da Embraer pelo governo Argentino. Custo da brincadeira: US$ 600 milhões. A Argentina não pagou nada.

O segundo país que mais recebeu dinheiro do BNDES foi a Venezuela: US$ 11 BILHÕES. Dinheiro meu, seu, nosso.

A Argentina da era Kirchner recebeu generosos US$ 8 BILHÕES do BNDES, dinheiro que nunca mais vamos ver nem a cor.

A minúscula e inexpressiva República Dominicana recebeu incríveis US$ 8 BILHÕES do BNDES. Enquanto isso Mariana continua soterrada.

Estima-se que o BNDES tenha repassado cerca de R$ 30 BILHÕES a republiquetas latino-americanas, sem controle nenhum.

O Zimbabwe é uma ditadura falida, onde há uma nota de 1 trilhão de dólares do Zimbabwe, mas o BNDES abriu uma linha de crédito em 2013.

Desde 1985, foi distribuída terra ao MST equivalente à área do Paraná. O maior latifundiário do Brasil é o MST.

Fonte: BNDES. Postado no Twitter por @brasil_ em fotos.

Pesquisa  e divulgação:   Jorge Roriz