Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Mesária disse que urna tinha votos de Haddad na memória – Ela foi presa

Uma mesária foi detida na manhã de hoje (07 na cidade de Maringa- PR, após declarar que a urna eletrônica da seção em que ela trabalhava teria votos registrados na memória.

A declaração foi dada antes do início das votações, informou a Folha de SP.

Demais mesários chagaram a desmentir a declaração da ‘companheira’ de trabalho e assinaram um documento demonstrando que ainda não havia votos registrados.

Mesmo assim, a mesária continuou espalhando a informação (pessoalmente a através de seu celular) sobre a suposta fraude.

As informações acabaram caindo nas redes sociais e a mesária foi detida pela Polícia Federal.

A urna em questão está localizada no Colégio Santo Inácio.