Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Mídia internacional destaca protestos contra Bolsonaro

Os protestos promovidos neste sábado, 29, em diversas cidades do Brasil em oposição ao governo federal têm repercutido na mídia internacional. “Dezenas de milhares de brasileiros marcham para exigir o impeachment de Bolsonaro”, destaca a manchete do site do jornal  The Guardian, maior jornal da Inglaterra e um dos maiores jornais da Europa.

NA matéria classifica como “desastrosa” a resposta de Jair Bolsonaro à crise sanitária que acarretou na morte de mais de 450 mil brasileiros até o momento.

As manifestações de sábado, promovidas nas principais cidades do País, ocorrem no pior momento para Bolsonaro desde que assumiu o cargo em janeiro de 2019. As pesquisas sugerem uma raiva crescente com a forma como o populista de direita tem administrado a pandemia, com 57% da população apoiando seu impeachment”, afirma a publicação.  The Guardian,

O jornal Argentino, La Nación, também noticia os protestos. Fora Bolsonaro, “Bolsonaro genocida”, “Vacina já” e “Fora Bolsovírus”. O texto destaca  que desde o início da pandemia, que chegou a ser chamada de “gripezinha” por Bolsonaro, Jair Bolsonaro tem criticado medidas de isolamento, promovido uso de medicamentos sem eficiência comprovada.

A agência de notícias Reuters foi mais um veículo a abordar as manifestações deste sábado. O texto destaca que os movimentos ocorrem majoritariamente de forma pacífica. No entanto, no Recife, a polícia interveio por meio do uso de gás lacrimogêneo e balas de borracha.

“A maioria dos manifestantes usava máscaras e tentava respeitar os protocolos de distanciamento, mas nem sempre com sucesso, enquanto pediam por uma vacinação mais rápida em todo o País”, publicou a Reuters.

“O presidente de extrema-direita do Brasil, Jair Bolsonaro, está enfrentando uma investigação do Senado sobre a forma como seu governo está lidando com a pandemia”, diz a publicação. Agência Al Jazeera

 

Com informações do Correio.