Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Ministério da Saúde retarda entrega de vacinas

O Ministério da Saúde admitiu nesta quinta, 12, que tem 9,5 milhões de vacinas contra covid-19 da Pfizer e Coronavac paradas em centro de distribuição em Guarulhos, no estado de São Paulo. As vacinas já foram entregues pelo Instituto Butantan e Fiocruz e estão prontas para serem aplicadas.

O Ministério afirmou que o envio de 3,6 milhões de doses será realizado ainda nesta quinta, 12. Portanto, no final de semana, os imunizantes devem chegar aos estados.
Se as 3,6 milhões forem enviadas, ainda ficarão paradas, 5,9 milhões de vacinas. Existem estados em que a vacinação foi paralisada por falta de doses e se as vacinas já estão disponíveis no depósito do MS deveriam ser enviadas de forma mais rápida.

o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), suspendeu a vacinação na quarta, 11, e quinta, 12. Mais doses estarão disponíveis apenas sexta, 13 de agosto, quando a imunização será retomada.

Em nota enviada ao jornal O Globo, o órgão afirma que realiza avaliações constantes nos lotes em questão de “horas” e aos finais de semana, e que, muitas vezes, faltam documentos como o de detalhamento do controle de temperatura da carga.

Segundo o Ministério da Saúde, as outras cerca de 5,9 milhões de doses aguardam liberação do Instituto Nacional de Controle de Qualidade e da Anvisa para serem enviadas aos Estados.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que não há nenhuma pendência sob seu encargo em relação à liberação de vacinas contra Covid-19.

Jorge Roriz