Ministério Público abre investigação contra economista de Bolsonaro

O Ministério Público Federal (MPF) abriu ontem (25), a quatro dias da eleição, uma investigação contra o economista do candidato Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes. O Globo informa que a suspeita é que ele tenha obtido “benefícios econômicos” a partir de possíveis “crimes de gestão temerária ou fraudulenta” de investimentos derivados de fundos de pensão. O jornal procurou a defesa de Guedes, que disse que as acusações são “fragilíssimas” e relatou “perplexidade” com a notícia perto da eleição. Ele terá que prestar depoimento em Brasília no dia 6 de novembro.