Ministro Celso de Mello pede parecer da PGR sobre o pedido de apreensão de celulares de Bolsonaro e filho

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello mandou para a Procuradoria Geral da República notícias crimes que pede depoimentos do presidente Jair Bolsonaro, além de busca e apreensão dos celulares dele e do filho Carlos Bolsonaro. Os aparelhos passarão por perícia.

De acordo com o G1, os despachos foram feitos na quinta-feira. Neles, Celso de Mello afirmou que é “imprescindível a apuração dos fatos delatados, quaisquer que possam ser as pessoas alegadamente envolvidas, ainda que se trate de alguém investido de autoridade na hierarquia da República”.

Celso de Mello, relator do caso no Supremo, mandou os casos para que a PGR os analise e afirmou que é papel da Procuradoria Geral da República analisar os fatos colocados.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Há expectativa para que, nesta sexta-feira, o ministro decida sobre a divulgação do vídeo da reunião ministerial citada por Sergio Moro em depoimento. Segundo o ex-ministro, no encontro, o presidente Jair Bolsonaro deixa claro que tinha intenções de interferir na Polícia Federal no Rio de Janeiro.