Ministro da Educação do governo Bolsonaro é contumaz em cometer erros ortográficos

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a cometer um erro de ortografia e escreveu nas redes sociais “imprecionante” em vez de “impressionante”. A palavra foi usada nesta quarta-feira, 8, em resposta no Twitter ao deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Eles tratavam sobre investimento do governo em pesquisas sobre segurança pública.

Em agosto, o Estado revelou que Weintraub assinou ofício, endereçado ao ministro da Economia, Paulo Guedes, em que a palavra “paralisação” foi duas vezes escrita com “z”. “Minha responsabilidade. Não escrevi, mas li e deixei passar (…). Erros acontecem”, justificou o ministro após a publicação da reportagem;