Ministro do STJ determina a soltura de Joesley Batista e Ricardo Saud

Joesley Batista, criminoso confesso de 245 crimes, deveria estar preso. Porém, sua última prisão foi ilegal.
Como entender isso? Você defende bandidos?
Não. A questão é que ele fez um acordo imoral, absurdo, vergonhoso que foi homologado por Fachin à pedido do ex- procurador, Janot.
Esse acordo, por mais absurdo que seja, está em vigor.
Fachin NÃO FEZ O CANCELAMENTO.e segura a decisão no STF.
O CORRETO É CANCELAR O ACORDO E PRENDER JOESLEY.
Enquanto o acordo estiver em vigor, a prisão é ilegal e a justiça mandou soltar.
Não se prende uma pessoa ( prisão provisória) para supostamente impedir destruição de provas de um fato antigo
A PF não julga. Quem julga é a justiça. A prisão foi estranha. .

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nefi Cordeiro mandou soltar o empresário e dono do Grupo J&F Joesley Batista e os ex-executivos Ricardo Saud, Florisvaldo Oliveira e Demilton Castro, no início da tarde desta segunda-feira (12).

Na sua decisão, Cordeiro alegou que os fatos são antigos e não justificam as prisões. “Realmente, se tendo entendido na decisão paradigma que não seriam contemporâneos os riscos arguidos e não sendo admissível prender por falta de colaboração do acusado, também em face dos requerentes incide igual ilegalidade na prisão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.