Ministro Marco Aurélio diz que réu pode ser candidato à presidente e sendo eleito, o processo paraliza

Um candidato á presidente da República que seja réu em primeira instância pode disputar e até tomar posse, se for eleito. Este é o pensamento do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello.

Ele afirma que a decisão da Corte de que um réu não pode ocupar a linha sucessória não se aplica neste caso porque a Constituição determina que um presidente não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao mandato. Assim, eventual processo ficaria suspenso enquanto o réu ocupasse a Presidência do país.

CLARO QUE ESSE ENTENDIMENTO DE MARCO AURÉLIO SERÁ DERRUBADO PELO PLENÁRIO DO STF.

ESSE ENTENDIMENTO É UMA DISCREPÂNCIA APENAS PARA FAVORECER A CANDIDATURA DE LULA.

SE PRESIDENTE NÃO PODE SER RÉU. O CANDIDATO NÃO PODE SER RÉU. ISSO É LÓGICO.

OS CRIMES SÓ PODEM SER APURADOS NO EXERCÍCIO DO MANDATO PARA PRESIDENTES ELEITOS E NÃO PARA CANDIDATOS RÉUS. ]