Ministro pede demissão após vídeo em que aparece no Planalto durante invasão

O general Gonçalves Dias pediu nesta quarta-feira (19) demissão do cargo de ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República.

Ele é o primeiro ministro a deixar o governo no terceiro mandato de Lula. Ele aparece em um vídeo, no dia 08 de janeiro no Palácio do Planalto, dia em que vândalos depredaram os prédios do Palácio do Planalto, STF e Congresso Nacional.

“Eu entrei no palácio depois que o palácio foi invadido e estava retirando as pessoas do 3º e 4º piso, para que houvesse a prisão no 2º”, afirmou. O general também disse que sua imagem foi retirada do contexto.

A presença e a atuação de Dias no Palácio do Planalto, sede do Executivo, no dia dos atos foi divulgada em vídeo pela CNN Brasil. As imagens mostram Gonçalves Dias e funcionários do GSI circulando entre os invasores no Palácio do Planalto no dia 8 de janeiro.

Um dos funcionários do GSI conversa com invasores e os cumprimenta. Outro trecho mostra servidores do órgão entregando água aos vândalos.

Gonçalves Dias (GSI) — Foto: José Cruz/Agência Brasil