Moro diz que Lula não terá privilégios

Juiz da Lava Jato veta visitas fora do padrão para o ex-presidente em Curitiba; familiares têm acesso a Lula apenas uma vez por semana.

“Nenhum outro privilégio foi concedido, inclusive sem privilégios quanto a visitações, aplicando-se o regime geral de visitas da carceragem da Polícia Federal”, diz Moro.

O documento, enviado à 12.ª Vara Federal, abriu nesta segunda o processo de execução da pena de Lula.

Moro destaca: “Também não se justificando novos privilégios em relação aos demais condenados”.

A Lula foi dado o direito de receber visitas de advogados a qualquer dia – menos sábados, domingos e feriados – e de familiares, uma vez por semana, como ocorre com os demais encarcerados da PF.

A medida, segundo Moro, é para “não inviabilizar o adequado funcionamento da repartição pública”, que desde a chegada do petista está cercada por bloqueios da Polícia Militar para impedir protestos, depredações e acampamentos de manifestantes. ( Informações do Estadão)