Moro recebeu convite durante a Campanha, vazou delação de Palocci favorecendo Bolsonaro

Gilberto Dimenstein

O general Mourão disse abertamente, em público, que ainda durante a campanha Moro tinha sido sondado para ser ministro. Lembremos que, na véspera do primeiro turno, ele liberou trechos da deleção premiada de Palocci. Isso favoreceu Bolsonaro que agora se torna patrão de Moro.

O que importa agora é o seguinte: o juiz arranhou a Lava Jato, dando de bandeja a desculpa que o PT e Lula sonhavam