Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Morre o historiador baiano, Cid Teixeira

Faleceu nesta terça- feira (21) o historiador e escritor baiano, Cid José Teixeira, 97, nascido na ilha de Maré, ele escreveu obras como ” Bahia em Tempo de Provincia(1986), (1986); “História do Petróleo na Bahia” (2001) e “Salvador: História Visual” (2001). Ele ocupava a cadeira número 19 da Academia de Letras da Bahia.

Foi condecorado com a Medalha Tomé de Souza, em 1992, mais alta honraria concedida pela Câmara Municipal de Salvador. Em 2013, recebeu a Comenda 2 de Julho, pela Assembleia Legislativa da Bahia. A  causa da morte não foi divulgada. Ele sofria de

Formado em Direito pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), apesar de não ter atuado como advogado. Foi professor de História na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Ufba e na Universidade Católica do Salvador (UCSal), além de diretor da Fundação Gregório de Mattos.

A última publicação da editora de homenagem a Cid Teixeira aconteceu em 2019, com a “Coleção Vida Bahia: O Livro das Histórias que Se Misturam”, de quatro livros, na qual o pesquisador foi transformado em personagem, voltado para o público infanto-juvenil. Cid Teixeira foi muito importante para as obras de outros escritores, como por exemplo,  Nivaldo Lariú, responsável pelo Dicionário de Baianês, Rafael Dantas,

“Os livros deles que mais me marcaram foram as coleções disponibilizadas nas bancas de revista, desde que eu era pequeno, a história visual de Salvador e do estado. Hoje é um dia triste para a Bahia. Cid Teixeira merece todas as homenagens possíveis”, afirmou Rafael Dantas.

“Ele foi importantíssimo para mim na elaboração do Dicionário de Baianês, com conselhos, reparos fundamentais na obra, empenho na ajuda ao meu trabalho e dicas que muito me ajudaram. Obrigado, professor Cid!”, afirmou Lariú.

Cid Teixeira foi sem dúvida um dos maiores historiadores brasileiros e conhecedor profundo da História da Bahia.

Em nota, a Ufba se solidarizou aos familiares, amigos, colegas, alunos e admiradores do professor. O horário e local do sepultamento ainda  não foram divulgados.