Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Mourão não atende apelos de Bolsonaro e volta a falar contra o 13º

“O 13º eu simplesmente disse que tem que ter planejamento, entendimento de que é um custo. Na realidade, se você for olhar, seu empregador te paga 1/12 a menos [por mês]. No final do ano, ele te devolve esse salário. E o governo, o que faz? Aumenta o imposto para pagar o meu. No final das contas, todos saímos prejudicados”,

A afirmação é do teimoso general Mourão no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, nesta terça-feira ( 02/10)

Ele ficará na cidade até quinta-feira (4), gravando propagandas eleitorais com candidatos do PRTB.

Bolsonaro, já pediu que Morão ficasse “quieto” porque estava “atrapalhando” e escreveu em suas redes sociais que quem fala em mexer no salário comete “ofensa ao trabalhador” e “confessa desconhecer a Constituição”.

Mourão não atendeu os pedidos do candidato à presidência, Jair Bolsonaro e VOLTOU a falar sobre o mesmo assunto. Ontem no debate entre os vices ocorrido na TV Record, Mourão foi criticado por ter obedecido as ordens de Bolsonaro para se ausentar do debate.